Blog Pormade
Pesquisar
Close this search box.

O movimento wellness na arquitetura

Wellness, antes associado principalmente à beleza e estética, agora vendo sendo adaptado para diversos setores, como o da arquitetura, por exemplo. E, especialmente na arquitetura e o no designer de interiores que o movimento está se destacando, devido o seu foco em promover o bem-estar nos ambientes.

A tradução do termo “wellness” do inglês para o português é “bem-estar”, e é exatamente essa ideia de promover o bem-estar que incentiva sua crescente influência em diferentes áreas, incluindo a arquitetura.

Assim como o estilo Comfy, o wellness está revolucionando como encaramos os ambientes ao nosso redor. Neste conteúdo, exploraremos esse estilo e discutir como ele pode se tornar uma vantagem na construção de ambientes saudáveis.

A arquitetura voltada para o wellness

A arquitetura voltada para o wellness visa criar espaços que promovam a saúde física e mental das pessoas que os utilizam. Isso é feito por meio da incorporação de elementos e características que contribuam para um ambiente saudável e equilibrado.

Ao projetar edifícios e espaços com foco no wellness, os arquitetos consideram diversos aspectos, como a qualidade do ar, a iluminação natural, a acústica adequada e a escolha de materiais sustentáveis. Além disso, são incorporados espaços destinados ao exercício físico, relaxamento e meditação, que contribuem para o bem-estar geral dos ocupantes.

Arquitetura wellness presente nos tempos atuais

A abordagem do wellness na arquitetura também valoriza a conexão com a natureza, incorporando elementos como jardins internos, áreas verdes e o uso de materiais naturais. Esses elementos são conhecidos por promover uma sensação de tranquilidade e relaxamento, além de oferecer benefícios à saúde, como a melhoria da qualidade do ar e a redução do estresse.

A importância do bem-estar físico e mental

A crescente conscientização sobre a importância do bem-estar físico e mental impulsiona a demanda por espaços arquitetônicos que promovam a saúde e o equilíbrio. Portanto, a integração do wellness na arquitetura não apenas atende a essa demanda, mas também pode agregar valor aos projetos, tornando-os mais atrativos para as pessoas.

O movimento “wellness” na arquitetura criará espaços saudáveis e equilibrados, que promovam o bem-estar físico e mental das pessoas. Essa abordagem está ganhando cada vez mais relevância, à medida que a sociedade reconhece a importância de viver em ambientes que contribuam para uma vida saudável e feliz.

Promovendo espaços saudáveis e equilibrados

O movimento “wellness” na arquitetura está ganhando destaque à medida que mais pessoas reconhecem a importância do bem-estar físico e mental em suas vidas. A arquitetura voltada para o wellness visa criar espaços que promovam a saúde e o equilíbrio. Considera diversos aspectos como a qualidade do ar, a iluminação natural, a acústica adequada e a escolha de materiais sustentáveis. 

Wellnes, unindo o bem estar com estilo

Além disso, a integração da natureza, por meio de jardins internos e áreas verdes, desempenha um papel fundamental na criação de ambientes saudáveis e relaxantes.

Para os arquitetos que desejam se aprofundar nesse movimento e promover espaços que vão além da estética, existem diversas fontes e recursos disponíveis. Recomendo explorar publicações especializadas, como revistas de arquitetura e design, livros e websites dedicados ao tema do wellness na arquitetura. 

Conheça o melhor programa exclusivo para arquitetos aqui

Ficou com dúvidas ou precisa de ajuda, clique aqui.

Gostou do conteúdo? Compartilhe!